Com mais de 3.700 milhões de doadores cadastrados, o REDOME é o terceiro maior banco de doadores de medula óssea do mundo. O REDOME reúne todos os dados dos voluntários à doação para pacientes que não possuem um doador na família. A chance de se identificar um doador compatível, no Brasil, na fase preliminar da busca é de até 88%, e ao final do processo, 64% dos pacientes têm um doador compatível confirmado.

O transplante de medula óssea é um tipo de tratamento proposto para algumas doenças que afetam as células do sangue, como as leucemias e os linfomas. Consiste na substituição de uma medula óssea doente, ou deficitária, por células normais da medula óssea, com o objetivo de reconstituição de uma nova medula saudável.

Material rico em células-tronco hematopoéticas, que são aquelas capazes de produzir os elementos fundamentais do sangue, essenciais para o transplante de medula óssea. A doação do cordão umbilical do recém-nascido para um Banco Público de Sangue de Cordão Umbilical e Placentário é voluntária e autorizada pela mãe do bebê.

A Rede BrasilCord, conta com 13 Bancos Públicos de Sangue de Cordão, e tem o objetivo de diversificar o material genético disponível para transplantes de medula óssea e facilitar a localização de doadores compatíveis em todo o território nacional.

Saiba mais Aqui.

 

O World Marrow Donor Day (WMDD) – Dia Mundial do Doador de Medula Óssea – acontece no terceiro sábado de setembro de cada ano e tem como objetivo a conscientização sobre a doação de medula óssea. A data foi criada em 2015 pela World Marrow Donor Association (WMDA), associação mundial que reúne os registros de doadores de medula óssea, totalizando cerca de 28 milhões de doadores em todo o mundo.

Saiba mais aqui.

Notícias

REDOME é parabenizado pelas ações do World Marrow Donor Day (WMDD)

A Moção Nº 19.721/2016 de congratulações ao WMDD e Dia Nacional de Incentivo à Doação de Orgãos e Tecidos é de autoria do Deputado José de Arimatéia, da Assembleia Legislativa do Estado da Bahia.

30 anos do primeiro transplante no Hospital Israelita Albert Einstein

O hospital irá realizar ações comemorativas ao longo do ano. A primeira, uma palestra sobre mitos e verdades do transplante, apresentada por Nelson Hamerschlak, aconteceu no dia 24 de janeiro.

  • -